BMW E46 M3 CSL: Perfeito

BMW-E46M3-01

Por Eduardo Rocha / Fotos: Juan Esteves

Existem coisas que somente os apaixonados por carros entendem e sentem.

Comecei a escrever esta matéria após assistir a um vídeo, de 2008, de um M3 CSL, preparado, cravar 7m22s (tempo não oficial) em Nürburgring Nordschleife e deixar para trás vários superesportivos fabricados mais de 10 anos depois. Fantástico.

BMW-E46M3-02

Não é por acaso que a minha segunda paixão automotiva, atrás dos automóveis britânicos, é a marca que iniciou suas atividades fabricando motores aeronáuticos em 1916. A BMW.

Sempre fui apaixonado pelos BMW, mas as linhas que mais me agradam são de três modelos, do 3.0 CSi (E9) de 1968 a 1975, do 635CSi (E24) de 1976 a 1989 e do M3 E46 em sua versão CSL. Limpo e musculoso sem ser anabolizado, com um propulsor que invoca tradição e potência de sobra. Seis cilindros, 24 válvulas, 3.2 litros e 360hp de potência. A BMW ainda se encarregou de reduzir peso, usando fibra de carbono. A tecnologia das pistas veio em massa, otimizando os sistemas de admissão para tornar o motor do M3 CSL o melhor já feito. O E46 M3 CSL é com certeza o melhor modelo já feito pela divisão M da BMW, ou pelo menos o mais interessante. O CSL veio de “Coupe Sport Lightweight”, do lendário BMW 3.0 CSL de competição de 1972, um sucesso das pistas.

BMW-E46M3-03

O primeiro BMW M3 CSL surgiu em 2003, derrubando os queixos de todos os entusiastas da marca pelo mundo, com o uso de tecnologia de competição num carro de rua. Ao invés de um medidor de fluxo de ar convencional na admissão, a entrada de ar é controlada por um módulo eletrônico, o Digital Motor Eletronics, ou DME, que proporciona respostas muito mais rápidas. Além disso, comandos e válvulas modificados e um sistema de escape de aço bem mais leve contribuem para o 6 cilindros em linha atingir 360hp a 7.900 rpm e 273 lb-ft (ou 37,74 Kgf) de torque a 4.300 rpm. A grande diferença do M3 E46 CSL para o M3 E46 standard é a variedade de componentes leves. Teto e parachoque dianteiro feitos em fibra de carbono, assim como a saia traseira.

BMW-E46M3-04

A modificada tampa do porta-malas é feita de um componente de fibra de vidro reforçado com poliéster, assim como parachoque e painéis traseiros.

Dessa forma, pesa apenas 1385kg, ou 10% a menos do que o M3 E46 Seu cambio é o SMG II, equipado com um modo de controle de largada que muda as marchas nas melhores condições para garantir a máxima performance em aceleração, e o seu diferencial blocante garante a melhor tração.

BMW-E46M3-05

Com molas mais curtas e firmes, amortecedores com diferentes calibragens e barras anti-roll mais robustas, além dos enormes pneus 235/35ZR19 (frente) e 265/30ZR19 (traseira), o M3 CSL gruda no asfalto como poucos.

Entre junho e dezembro de 2003 foram produzidos 1358 CSL e ele permanece impressionante em termos de performance.

Comparado ao seu natural sucessor, o M3 GTS (E92), com seus 450hp (V8) numa volta rápida em Nürburgring, o CSL ficou apenas 2 segundos atrás, com 7m50s. É um monstro das pistas.

BMW-E46M3-06